Comprar uma casa penhorada na margem sul de Lisboa pode ser uma excelente oportunidade de adquirir um imóvel a um preço mais acessível do que o mercado, mantendo a proximidade da capital, dos seus serviços, cultura e em muitos casos do local de trabalho (porque nem toda a gente pode trabalhar 100% remoto!).

No entanto, é importante estar ciente de que a compra de uma casa penhorada (ou imóvel do banco) pode ser mais complicada do que uma compra mais tradicional de uma casa, e é preciso seguir regras para garantir que tudo corre pelo melhor.

Casais felizes são a minha maior alegria!

4 passos a seguir para conseguir comprar uma casa penhorada na margem sul de Lisboa:

PASSO 1 – PESQUISAR:

Antes de qualquer outra coisa, precisa de pesquisar bem para entender quais são as localidades que mais lhe interessam e, nessas localidades, quais são as casas penhoradas que estão disponíveis. Existem várias maneiras de fazer isso, incluindo fazer pesquisa online, verificar anúncios nos jornais ou perguntar a um consultor imobiliário especializado na área (como eu).

PASSO 2 – ORÇAMENTO:

Determine bem o seu orçamento. Depois de encontrar algumas casas penhoradas que lhe interessam, é importante determinar quanto dinheiro você tem disponível para investir. Isso vai ajudar a limitar as suas opções e garantir que não se compromete com mais do que pode pagar.

Ao mesmo tempo, não se esqueça que terá gastos com a escritura, impostos de aquisição do imóvel, com seguros e com a contratação de crédito (caso necessário).

Adicionalmente, algumas casas penhoradas necessitam de obras de remodelação e por isso, o seu orçamento já deve garantir todas essas necessidades.

PASSO 3 – ESTADO DO IMÓVEL:

Seja rigoroso com a verificação do estado do imóvel antes de fazer uma proposta. Se de todo possível, insista em fazer uma visita de inspeção detalhada ao imóvel e verifique se existem problemas estruturais ou quaisquer outros problemas que possam afetar o valor do imóvel.

Recomendo que se faça acompanhar de especialistas como um empreiteiro ou um arquiteto para garantir que nada importante passe despercebido.

Outra recomendação passa por solicitar um estudo de mercado imobiliário que lhe permita determinar com alguma exatidão o valor de mercado do imóvel que está a pensar comprar.

PASSO 4 – PROPOSTA:

Após ter verificado o estado do imóvel, de ter em sua posse um estudo de mercado e de garantir que está tudo dentro do seu orçamento, está na hora de fazer uma proposta.

É importante lembrar que as casas penhoradas por norma são vendidas pelo valor da dívida e que em muitos casos, para tornar o processo mais transparente os bancos querem receber uma proposta em carta fechada.

Assim, lembre-se de fazer uma oferta ligeiramente superior ao valor da dívida para garantir que a sua proposta é a vencedora. Caso contrário e por vezes por apenas alguns euros, a casa penhorada que escolheu pode tornar-se propriedade de outro comprador.

Outra dica importante é que a sua proposta tenha carácter vinculativo. O que significa isto?

Significa que deve já ter um crédito pré-aprovado (caso não tenha capitais próprios) e deve incluir na proposta todos os detalhes como o preço, o prazo de pagamento e as condições da compra incluindo a validação da instituição financeira relativamente ao crédito (ps. saiba que não necessita de fazer o seu crédito habitação na mesma instituição financeira proprietária do imóvel penhorado).

Por último, finalize a compra!

Depois de fazer a proposta vinculativa e de a mesma ser aceite, avance com a assinatura do contrato de compra e venda (escritura).